sexta-feira, 1 de março de 2013

"Com licença, eu vou à luta!"


Sonho com um mundo livre de impunidades, em que a educação seja prioridade, e o menos favorecido também tenha seu valor. Sonho com um mundo mais humano, onde o amor seja soberano e os governantes se igualem ao trabalhador.
Sonho com um mundo sem violência, que desperte a inteligência em sua nação. Sonho com uma política transparente, que lute pelo direito da gente, que respeite o cidadão.
Sonho com um mundo melhor em que o jovem tenha um poder maior, sonho com o dia que iremos manisfestar nossa indignação e os nossos brados conseguirão extinguir a corrupção.
Sonho com um mundo em que os líderes cumpram seus deveres e honrem mais aqueles que acreditaram em seu potencial, sonho com o dia que a população cobrará os seus direitos e que transformará a ilusão em algo real.
Sonho com o dia que a imposição perderá a sua voz, e que a conformidade não existirá mais dentro de nós. 
Sonho com um mundo em que o povo exerça seu papel na nação, que não cale a sua voz e que lute pelo que está dentro do seu coração.
Posso ser louca quando sonho, mas prefiro continuar a sonhar, porque os sonhos geram a esperança e a esperança gera forças para lutar.
Aqui imortalizo o desejo de mudança, a desesperada esperança que o mundo vai acordar. Com licença, vou à luta, os meus sonhos estou indo tentar realizar!
                                                                                                                                             - Betina Pilch.